montar-academia-em-casa

Equipamentos para você montar uma miniacademia em casa

Estresse, corre-corre, horas no trânsito, problemas de saúde e quilos a mais na silhueta. Uma mistura de fatores e consequências que pode ser amenizada com a praticidade de uma estação de treino em casa. Hoje, você vai ver como montar uma miniacademia, e ganhar qualidade de vida.

Com os aparelhos certos, é possível driblar ainda aquele tédio que às vezes acontece nas relações com a academia. Principalmente quando é preciso encarar a malhação depois de um longo e exaustivo dia de trabalho. Veja:

Os equipamentos para treinar em casa

Não abra mão de bons produtos, mesmo se o vendedor oferecer um mais baratinho. Pesquise antes de comprar, procurando conhecer o preço e a qualidade das marcas, além de itens como assistência técnica e garantia.

Confira uma lista de aparelhos para exercitar os principais grupos musculares e desenvolver o condicionamento físico. A primeira parte é para o trabalho aeróbico. Escolha aqueles que mais combinam com seu perfil ou, se preferir, consulte um profissional da área para tirar dúvidas.

Bicicleta ergométrica – deixe a vergonha de lado e teste o produto com calma antes de levá-lo para casa. O conforto é fundamenta! Experimente a bicicleta por 7 a 10 minutos. É tempo bastante para detectar qualquer problema de altura, ajuste ou desconforto.

A variação de marcas, modelos e preços é grande; da tradicional vertical às especializadas, como as de spinning. Preço aproximado: entre R$ 300 e R$ 1.500.

  • Esteira mecânica – possui uma cinta que para quando você interrompe o movimento. Apesar de exigir força extra de quem treina, é mais segura e mais barata que as demais. Preço médio: R$ 500.
  • Esteira elétrica –  são mais caras, pois possuem tecnologia avançada, com várias opções de exercícios e até treinos programados. Preço aproximado: entre R$ 800 e R$ 2 mil.
  • Step aeróbico – plataformas de ginástica para exercícios de sobe e desce. Preço médio: R$100.
  • Stepper – equipamento que ajuda na ginástica localizada; trabalha pernas e glúteos. Preço aproximado: R$ 500.
  • Remo seco – ideal para trabalhar intensamente a capacidade cardiovascular e os músculos dos braços, das costas e peitorais, além de auxiliar na definição do abdome. Preço estimado: de R$ 400.
  • Aparelhos e acessórios para trabalho anaeróbico ou localizado
  • Equipamentos aglomerados – oferecem várias funções de musculação (nos principais grupos musculares) em geral. Cheque a garantia, a qualidade da estrutura e bancos e, ainda, os possíveis ajustes. Preço estimado: R$ 1 mil.
  • Aparelhos abdominais pranchas – possuem forma de arco e com encosto de cabeça. É imprescindível que ofereçam regulagem para seu tamanho e que não forcem a coluna. Teste o equipamento antes de investir nele. Preço médio: de R$ 100 a R$ 500.
  • Banco de supino e barras – versátil, possibilita vários exercícios, favorecendo a musculatura das pernas, braços e peito. É essencial que conte com regulagem de altura. Preço aproximado: R$ 400.
  • Extensores – também são multifuncionais, facilitando o trabalho de braços, pernas, peitorais, costas e glúteos. Preço médio: R$ 50.
  • Colchonetes – existem em variadas espessuras. Os mais finos costumam ser usados nas práticas de yoga, por exemplo. Preço: entre R$ 15 e R$ 50, dependendo do tipo.
  • Caneleiras e tornozeleiras – Custam em média R$ 20.
  • Pesinhos– peças bastante atuantes no desenvolvimento de braços e auxiliares no fortalecimento de pernas e abdômen. Preço aproximado: de R$ 20 a R$ 100, de acordo com o peso. Os revestidos em PVC são mais fáceis de limpar e conservar.

Viu como não é complicado ter a comodidade de uma minicademia na sua casa? Escolha um lugar arejado, bem-iluminado – aquele cantinho preferido para aproveitar momentos descontraídos, e bom treino!

Até breve!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *